UA-63513604-1
Home
Pedidos On-line
ABRASIVOS
PRODUTOS P/POLIMENTO
MOTOR PARA AFIAÇÃO
INFORMAÇÕES TÉCNICAS
RODAS EXPANSIVAS
POLIMENTO DE AÇOS
POLIMENTO DE VIDROS
DIAMANTADOS E CBN
INSPEÇÕES  TÉCNICAS
TIPOS DE RETÍFICAS
ACESSÓRIOS P/RETIFICAS
RÉGUAS P/ RETIFICAS
TABELA DE VELOCIDADE
PROMOÇÕES E OFERTAS
DISPOSITIVOS
DESENVOLVIMENTO
CONTATO
Blog
Livro de visitas/Fórum
FAQ
   
 



                            TÉCNICAS  DE INSPEÇÃO E MONTAGEM


Antes de montar o rebolo na máquina, é necessário verificar se ele não sofreu batidas no transporte devido Manipulação indevida, ou durante seu armazenamento no Almoxarifado.

Esta verificação deve ser feita da seguinte forma:

a) Visual:Que pode revelar o início de uma trinca ou qualquer partícula alheia introduzida acidentalmente entre o rebolo e rótulo, no momento da colagem.

b) Percussão:As trincas não aparentes podem ser identificadas mediante o método da prova de som, segurando o rebolo comuma das mãos e batendo-se na lateral do rebolo (a cerca de 5 cm da borda) com um objeto de madeira ouplástico. Um som claro, semelhante a um sino, significa que o mesmo não possui nenhum defeito interno e podeser montado na máquina. Se o som for seco, o rebolo poderá apresentar trincas internas, devendo ser devolvidoao fornecedor.

Folga entre o furo e eixo:

a) O rebolo deve deslizar livremente pelo seu furo sobre o eixo da máquina ou sobre a guia do flange fixo. Casoexista interferência, verificar o diâmetro real do eixo e do rebolo utilizando-se um paquímetro. Se o furo estiverem desacordo, deve-se devolvê-lo ao Fornecedor, pois os furos nunca podem ser alterados.

Verificação de Flanges

 Esta operação consiste em:

a) Controlar as dimensões dos flanges;

b) Controlar o seu estado geral de conservação;

c) Controlar sua montagem.

 Para assegurar que estejam conforme especificado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas(ABNT), devemos verificar as seguintes dimensões em ambos os flanges:

a) O diâmetro externo;

b) A largura da face de apoio;

c) A profundidade do rebaixo no flange fixo e na de aperto;

d) A espessura no centro e na periferia dos flanges;

e) A planicidade e o bom estado das superfícies;

f) O diâmetro do furo do flange de aperto.

 Verificar a velocidade da máquina

 Antes de montar o rebolo na máquina, verificar se a velocidade de rotação do eixo não excede o limitemáximo indicado no rótulo do rebolo.Esta verificação se faz com a ajuda de um tacômetro e nunca deve ser usado um rebolo com rotação máximainferior à da máquina.

Montagem e aperto do rebolo.

Antes de colocar o rebolo no dispositivo de montagem, verificar:

a) Se o equipamento está desenergizado.

b) Se o eixo ou o guia e a superfície de apoio dos flanges estão totalmente limpos;

c) Se os rótulos estão corretos;

d) Certifique-se que os flanges estejam em bom estado e sejam ambos do mesmo tamanho e pressão de apertoigual.

e) Não devem ter diâmetro menor que 1/3 do rebolo, e devem ter um rebaixo no furo do mesmo.

f) Ao montar o rebolo não aperte demais. Parafusos apertados demais, podem danificar os flanges ou causartensão excessiva ou aumento de temperatura no rebolo.

g) Após montado e balanceado o rebolo, certifique-se que as proteções estejam corretamente alinhadas emontadas.

h) Nunca remova ou modifique as proteções. Estas vão evitar que pedaços de rebolo estilhacem.

Retífica da superfície do rebolo

A superfície de abrasão deve permanecer reta e uniforme.Antes de iniciar a retífica propriamente dita ou operação com o rebolo, deve-se retificar a face do rebolo,objetivando:

a) Limpar e reavivar a face de corte do rebolo;


b) Torná-lo concêntrico;

c) A velocidade de dressagem influi nos resultados da operação, assim temos:1º- Retificando-o com maior velocidade, torna-o mais agressivo e, em operação aumenta a remoção de material;2º- Retificando-o com menor velocidade, proporciona melhor acabamento da peça.

Se a mesma apresentar irregularidades, deve ser utilizada uma ferramenta de retífica apropriada daseguinte maneira:

a) Mantenha a ferramenta alinhada perpendicularmente ao eixo do rebolo. Soltar o cabo pode fazê-la enroscarentre o descanso e o rebolo, ou correr para as laterais, entre o rebolo e a proteção.

b) Mova uniformemente a ferramenta de retífica sobre a superfície do rebolo.

c) Se o rebolo não puder ser retificado deve ser sucateado.

Base da máquina

 Verificar se a base é rígida e está isenta de vibrações. Para isto, deve estar assentada em fundaçõesadequadas.

Mesa para apoio da peça

Em máquina de pedestal ou de bancada, o apoio da peça deve ser ajustável para compensar a diminuiçãodo diâmetro do rebolo.

 A distância  entre o apoio e o rebolo deve ser de 2 a 3 milímetros, para evitar que a peça seja puxadaentre o rebolo e o apoio. Como ocorre o desgaste do rebolo, a superfície de apoio da peça deve ser ajustada deforma que sejam mantidos no máximo 3 milímetros entre o apoio e o rebolo. Este ajuste deve ser feito com oesmeril desligado e devidamente bloqueado.

 Balancear o conjunto;

Deixar o rebolo girar livremente durante 1 min para um ajuste do conjunto a velocidade e aliviar as tensõesgeradas na montagem.

 Pressionar a peça sobre o esmeril lentamente, evitando o excesso de pressão da peça sobre o rebolo emmovimento.É necessária concentração total do operador durante o uso do esmeril. Quando necessário falar comalguém, interromper os trabalhos e desligar o equipamento.

Bucha de redução

Utilizar as buchas somente em  furos não superiores à 2". Acima destasdimensões, não utilizar Buchas.

Armazenamento e manuseio de rebolos:

Todo rebolo, como qualquer outro material, possui uma resistência limitada, mas suficiente para assegurarsua segurança em atividade. Isto implica em tomar precauções para proteger os rebolos contra impactos e paraevitar sua deterioração, conforme segue:

a. Devem ser manipulados com precaução para evitar impactos ou quedas;

b. Não devem ser rolados no piso;

c. Se não for possível transportá-lo manualmente, utilize um carrinho ou outro meio de transporte apropriado quesuporte o rebolo corretamente;

d. De uma forma geral, os rebolos devem ser armazenados:- Onde não haja bruscas variações de temperaturas;- Em local seco e limpo;- Em estantes ou prateleiras;- Longe de vibrações;- O mais próximo possível do local de consumo;- O método de armazenamento deve ser de tal maneira que qualquer rebolo possa ser retirado sem anecessidade de mover os rebolos próximos e sem risco de danificá-los;- Devem ser utilizados em ordem cronológica em que são recebidos.

 Equipamentos de Proteção Individual para trabalhos com esmeris

Para trabalhos com esmeris devem ser utilizados os seguintes EPÍs

a) Óculos de segurança

b) Protetor facial

OBSERVAÇÕES:O protetor facial não substitui o uso do óculos de segurança. Fagulhas ou estilhaços podem penetrar entre oprotetor facial e o rosto atingindo os olhos e/ou a face do operador.

O uso destes EPÍs também se faz necessário para as pessoas que estiverem próximas ao equipamento.