UA-63513604-1
Home
Pedidos On-line
ABRASIVOS
PRODUTOS P/POLIMENTO
MOTOR PARA AFIAÇÃO
INFORMAÇÕES TÉCNICAS
ESPECIFICAÇÕES
PERFIS E FORMATOS
NORMAS P/ PEDIDOS
APLICAÇÕES
ARMAZENAMENTO
CÁLCULO DE VELOCIDADE
CUIDADOS PARA USO
RODAS EXPANSIVAS
POLIMENTO DE AÇOS
POLIMENTO DE VIDROS
DIAMANTADOS E CBN
INSPEÇÕES  TÉCNICAS
TIPOS DE RETÍFICAS
ACESSÓRIOS P/RETIFICAS
RÉGUAS P/ RETIFICAS
TABELA DE VELOCIDADE
PROMOÇÕES E OFERTAS
DISPOSITIVOS
DESENVOLVIMENTO
CONTATO
Blog
Livro de visitas/Fórum
FAQ
   
 



  Os técnicos e consumidores de abrasivos, podem optar por duas maneiras ao fazer suas encomendas: fornecer as medidas e especificações dos rebolos já usados, sabendo-se que, a primeira medida representa o diâmetro, a segunda a espessura e a terceira o furo, sendo rebolos de formato especiais as medidas subseqüentes serão diâmetro de rebaixo, profundidade de rebaixo, medida do fundo e medida da parede; neste caso deve-se observar os formatos-padrão a seguir.
Se V.Sa. optar por uma determinação por parte do nosso departamento técnico quanto as especificações dos rebolos abrasivos neste caso necessitamos das seguintes informações:

a - Medida do rebolo e medidas acessórias.
b - Velocidade do eixo do rebolo.
c - Velocidade da peça a ser trabalhada manual.
d - Medida da peça (em caso de retificação entre pontas).
e - Tipo do material (se possível composição química).
f - Máquina e tipo.
g - Tipo de refrigeração.
h - Tratamento térnico e dureza.
i - Rugosidade exigida.
j - Remoção do material.

Com estes dados nós recomendamos o rebolo adequado escolhendo um dos seguintes tipos de grão abrasivos básicos:

A - Óxido de alumínio comum, Al2O3 - 95,0%
AA - Óxido de alumínio branco, Al2O3 - 99,7%
AR - Óxido de alumínio c/ Cobalto, Al2O3 - 99,8%
RU - Óxido de alumínio c/ Cromo, Al2O3 - 99,8%
GC - Carbureto de silício verde,
C - Carbureto de silício preto,
Ligas: Vitrificada ou resinóide


Granulometria (Tamanho dos Grãos)
Os grãos abrasivos são classificados de acordo com seu tamanho, por peneiramento. Assim sendo, os grãos que passam por uma peneira que tem 6 aberturas por polegada linear e ficam retidos em uma peneira que tem 14 aberturas por polegada linear são classificados grãos 10. Aqueles que passam por uma peneira de 40 aberturas por polegada linear e ficam retidos em uma peneira de 80 aberturas são denominados grãos 60.
Quanto menor o número da classificação, maior o tamanho do grão, e quanto maior o número da classificação, menor será o tamanho do grão.
Grãos mais grossos permitem maior remoção, enquanto os mais finos produzem melhor

GRÃO  - APLICAÇÃO
10-14 Desbaste super pesado
16-24 Desbaste pesado, operações de corte, grandes remoções e grandes áreas de contato
30-46 Operações de desbaste, grandes remoções de material e retifica plana
54-80 Semi-acabamento e média remoção de material
100-150 Operações de acabamento, pequenas remoções, pequenas áreas de contato e rebolos com perfis especiais
180-220 Acabamento fino e pequenas áreas de contato
320-1000 Super acabamento


Tipos de Liga Descrição
Vitrificada - (V) Composta de minerais cerâmicos, é rígida e quebradiça. Permite controle exato de dureza. Observando os limites de segurança, este tipo de liga tem um campo de ação ilimitado na fabricação de rebolos para retíficas, afiação de ferramentas, desbaste em máquinas fixas, pontas montadas, limas, segmentos, etc.
Resinóide - (B) Elaborado em resinas sintéticas, é mais flexível e consequentemente de maior resistência que a anterior. É recomendada principalmente em operações que se verificam altas pressões de corte com a finalidade de se obter grandes remoções de material, como por exemplo: rebolos para rebarbação em máquinas fixas, portáteis ou pendulares; rebolos para corte, além de usos específicos em retíficas. Este tipo de liga permite a fabricação de rebolos reforçados com telas de fibra de vidro especialmente tratadas, o que aumenta ainda mais a sua resistência mecânica.



Dureza
É a maior ou menor capacidade da liga reter as partículas abrasivas que constituem um rebolo. O grau de dureza certo para determinado trabalho é aquele que solta os grãos abrasivos à medida que os mesmos vão perdendo seu poder de corte, expondo continuamente novas arestas. No conjunto de especificação por letras (G a Z), sendo sua resistência determinada pela porcentagem de liga utilizada.
 

Estrutura
A estrutura ou porosidade é o espaçamento deixado entre o grão e a liga; são verdadeiros "vacuos" e agem como respiradouros do rebolo, quando no trabalho. Dão um corte mais frio, facilitando a refrigeração.
A estrutura ou porosidade deve ser escolhida de acordo com o trabalho que é indicada por números, de 1 a 15, sendo a estrutura mais densa a de número mais baixo. Fabricamos rebolos especiais cuja porosidade alcança 50% do volume do rebolo.